A Bossa Nova de Fernanda Takai e Andy Summers

sexta-feira, 9 de novembro de 2012
O lançamento de Fundamental, novo disco solo da cantora Fernanda Takai (Pato Fu) em parceria com Andy Summers (Ex The Police), foi cercado de muita expectativa. O convite para fazer parte do projeto partiu do próprio Summers que, segundo ele, havia composto todas as músicas pensando na voz doce e objetiva de Takai. É claro que o convite foi prontamente aceito. Foram enviadas 18 músicas, nas quais 11 foram escolhidas pela cantora para fazer parte do álbum. Algumas ganharam versões em português feitas por John Ulhoa, Zélia Duncan e da própria Takai, sozinhos ou em parceria. O CD traz uma Bossa Nova com pegada pop e foi lançado também na Europa e Japão. No entanto, “Fundamental” é pouco sedutor.

Para quem acompanhou a estreia da cantora do Pato Fu na carreira solo com o elogiadíssimo “Onde Brilhem os Olhos Seus” (2007), ou mesmo sua trajetória na banda, poderá sentir certa estranheza nesse segundo trabalho. Pois mesmo tendo apresentado uma releitura de sucessos consagrados na voz de Nara Leão, aquele disco conseguia trazer um frescor e dar um ar de novidade as canções. Versões criativas e ousadas, mas sem perder a ternura. Agora, longe dos arrojos artísticos de seu marido John, “Fundamental” ganha uma identidade sóbria demais, algumas vezes burocrática e cansativa. A voz de Fernanda está ótima como sempre, segue a sofisticação dos arranjos de Summers, mas há poucos momentos de ousadia, diria até de liberdade.

Mas o problema está exatamente em estar acostumado com Fernanda no Pato Fu ou sob a supervisão de John. Ao esquecer isso, o disco soa gostosinho até pra quem não está habituado a Bossa Nova. A faixa que dá título ao CD é altamente agradável de ouvir. Algumas canções rompem momentos de marasmo como “No mesmo lugar (Here i am again)”, “You Ligth my dark”, “Smile and blue sky me” e a excelente “Human kind”. No mais, “Fundamental” é um disco que prima pelo sofisticado arranjo instrumental, que traz o percussionista Marcos Suzano transmitindo mais brasilidade as canções, e baixista mexicano Abraham Laboriel.

Apesar do estranhamento inicial, eu que sou fã da Fernanda, me acostumei com a sonoridade do disco. Hoje, ele é fundamental na minha lista de álbuns favoritos.



22 comentários:

Marco disse...

não curto bossa-nova, e patu fu têm algumas músicas legais.

Lucas Adonai disse...

Muito bom, cara!

Cafajeste Sedentário disse...

Estava por fora desse trabalho,mas deve ser muito bom,vou direto no youtube para ver como ficaram as músicas. Takai e Summers deve ter ficado ótimo !

Juan Dias disse...

Fernanda detona pow é dahora

Garota de Várias Faces disse...

eu nao curto bossa nova :s

Foi logo me beijando e desabotoando a calça. Pude provar do mesmo beijo que eu vi ele dá na bruaca da festa, no texto “Ego Ferido”, na hora eu lembrei. O beijo dele é daquele tipo que parece que vai engolir a nossa cara, mas não é muito atrativo pra mim. Enquanto com força me beijava, eu resmungava de que preferia ir para o banco de trás porque ali ficava sem posição. Nem deu trela pra minha conversa. Colocou o pau pra fora, duro
continue lendo o meu blog http://www.diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com.br/

Wíllivan Carsan disse...

Continua boa...Eu tinha deixado ela de lado, mas não por não gostar mas...porém por gostar tanto de outros..Esse trabalho tem uma amadurecia incrível... Noossa...é uma transição bacana que está acontecendo com a musicalidade dela.
http://escritordebrinquedo.blogspot.com.br/2012/11/o-imperio-perdido-e-o-jhay.html

mr.long disse...

a música eu do patu fu é legal, o clipe também é massa.

Yuusuke disse...

Os brasileiros naõ dão valor a bossa nova.Enquanto os japoneses estão se inspirando em bossa nova.
http://nipponpress.blogspot.com.br/2012/10/criador-de-videogames-japones-e.html

megumi chan disse...

o Yuu ta certo(Yuusuke)
http://quebizarrice.blogspot.com.br/2012/11/perderenemhahaha.html

Matheuslaville disse...

Blog bastante cultural. Parabéns....

Yuu disse...

Muito bom falar sobre bossa nova.
http://aprendajaponesja.blogspot.com.br/2011/01/radicais-de-kanjiclassifocacao.html

Lucas Adonai disse...

Muito bacana!

Pergunte a uma mulher disse...

Nossaaaaaaaa, fazia tempo que não ouvir falar dela!!

bom ter me lembrado, gostava dela!!!!

Micael Araújo Andrade disse...

Seu blog é bom! Adoro Pato Fu e a voz da Fernanda é marcante pra mim!

Tati disse...

EStá aí um álbum que vou querer ouvir!

megumi chan disse...

Brasileiros nunca dão valor as suas raizes.
http://aromadobrasil.blogspot.com.br/2011/02/enroladinho.html

Filipe Dias disse...

Estou desatualizado do cenário nacional, valeu por nos apresentar essa Bossa, obrigado, gostei do som

Vitor disse...

Bossa nova sempre será, para mim, nossa maior identidade musical. Foi ela que mostrou que o Brasil sabe fazer música inteligente com o violão do Bonfá. Nem mesmo a crítica conseguiu destruir o que nós deixamos de impressão no festival de Bossa dos EUA. Ótimo texto, de verdade. Achei que você conseguiu abordar muito bem o CD. Não sou fã da Takai, mas acho que ela tem trabalhos bons.

http://entrepalavrasenotas.blogspot.com - Dá uma olhada no meu? Preciso de críticas para minhas críticas!

Tati disse...

Na expectativa: do álbum e de um novo post sobre música boa =)

lipearaujo disse...

Ótimo texto.. a bossa ova juntamente com o samba são pra mim a maior identificação musical que nosso país possui.. uma pena que quando vc sobe o som do rádio, não é isso que se ouve... a Takai tem grandes trabalhos em sua trajetória e realmente o primeiro dela solo foi sensacional..

Zetrusk disse...

Muio bom, espero que seu blog faça sucesso.

Marcela Melo disse...

bela junçao.
ficou muito bom a mistura dos ritmos.
adorei

Curte o som?
http://mmelometallica.blogspot.com.br/2012/12/the-unforgiven.html

Postar um comentário