As críticas antecipadas ao novo disco do Pato Fu "Música de Brinquedo"

segunda-feira, 28 de junho de 2010
Posso ser uma pessoa suspeita em se tratando do Pato Fu, mas não ingênua. O segredo que envolvia o novo projeto da banda e estava escondido a sete chaves foi revelado causando estranheza e muita polêmica na comunidade “Patofuniana”. O novo álbum da banda, o décimo da carreira, se chama Música de Brinquedo, que foi totalmente gravado com instrumentos infantis. Acredite, todos os acordes e ruídos foram tirados de brinquedos. A proposta não é ser um disco infantil, mas uma recriação de clássicos do pop nacional e internacional, ou seja, músicas adultas em seus arranjos originais, só que tirados a partir desses pequenos artefatos. Ideia, no mínimo, inusitada, para não dizer maluca.

Será um risco? Um fiasco? Um risco sim, um fiasco talvez, mas pode ser um sucesso e dos grandes (aposto nisso). Para tomarmos as devidas conclusões só ouvindo, analisado e aguardando para saber. E é exatamente aí que gira a discussão dessa postagem. Várias pessoas que acompanham o trabalho da banda têm postado, comentários, ou melhor, fazendo pré-críticas a um disco que nem foi lançado, nem aconteceu. Alguns dizem que vai ser péssimo, que o Pato Fu colocou em risco sua carreira, que o disco é um fracasso. Foram muitos os jugamentos antecipados a favor e contra na comunidade da banda no Orkut, fato que me estimulou a escrever esse post.

Criticar é legítimo, porém sejamos justos, como falar mal de algo que não se ouviu? Acho legal quando uma banda ou músico arrisca ou aposta em algo que não é óbvio, que foge do habitual. Toda vez que um artista está para lançar um novo disco os corações dos fãs se enchem de expectativas, o que é completamente normal, mas é comum também não agradar a todos. Aí surgem as críticas e frustrações. No caso do Pato Fu, seus seguidores estão cientes que tudo pode acontecer, alguns gostam do lado pop, outros preferem o lado experimental, calmo, mais pesado. No entanto, todo artista tem o direito de se permitir, fazer o que tem vontade de fazer, ainda mais quando não se tem que provar nada a ninguém e está livre das pressões do mercado. Cabe ao público entender a fase da banda. Se querem fazer um disco com músicas adultas, mas com moldura infantil qual o problema? O importante é fazer bem feito, antes que alguém o faça.

Um video mostrando os bastidores da gravação, um pouco do que está por vir:

39 comentários:

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

acho que é uma questão de visão mesmo.
é bem provavel que seja um sucesso..
coisaas com o nome "rebolation" viram febre, não sei por que um trabalho feito pelo Pato Fu que tem uma loonga lista de sucessos poderia falhar com uma "remodelagem musical"...

jaka disse...

Pato fu tem experiencia de sobra com o experimentalismo, lembro que eles ja usaram sons de videogame e instrumentos virtuais nos anos 90, quando ninguem o fazia, o experimentalismo deve ser sempre incentivado, senão vamos ter sempre mais do mesmo;

egofashionista disse...

eu sou louco por patufu...som original!!

cacau disse...

Não posso dizer que sei tudo sobre Pato fu, pois só conheço algumas poucas músicas. Porém reconheço a qualidade do som deles. Sou apaixonada pelas músicas que escuto deles. Eles tem uma bagagem incrível e uma experiência e talento que muitas bandas "de sucesso" no momento não possuem. Assisti ao vídeo e me admirei ainda mais com a dedicação deles, tocar com aqueles instrumentos de criança não é nada fácil como sem supõe. E mesmo assim eles mantiveram o ritmo e a harmonia.
Concerteza será um trabalho diferente, e espero sinceramente que faça o sucesso merecido.

Twister disse...

Tambem curto Pato Fu, faz tempo que estão sumido...manero esse som deles curti pakas

vlws por postar :D

Andre Mansim disse...

sou fão do Patu Fu, pena que eles são malucos !!!

Net Esportes disse...

Acho um pouco esquisito, como não sou muito fã da banda não ligo muito e até vejo como legal querer inventar coisas novas ... mas pensando em uma banda que eu gosto confesso que iria odiar se fizessem uma mudança desse tipo.

Pobre esponja disse...

Cara, tbm sou suspeito parta falar do Pato!
Desde que li , em 90 e algo, uma entrevista do renato Russo que falava que eles eram a melhor banda, me atentei para eles.
Desde lá, nunca parei de ouvir.
Fernanda Takai é 10. Eles botam para fuder no palco, são bem humorados e sérios, tem uma sonoridade e letras ótimas.
Espero esse cd, e duvido que me decepcionarei.

abç
Pobre Esponja

luiz scalercio disse...

cara não vou criticar e comentar
a banda não conheço
mas já ouvir falar da
banda falaram bem deles.

sequelanet.com.br disse...

Gostei da crítica e também do vídeo do Pato Fu. Achei genial.

Jonatas Fróes disse...

Bom, não é uma idéia original, tão pouco inusitada. Outras bandas já fizeram o mesmo. Lá fora, o Flaming Lips testou "instrumentos infantis" em mais de um disco e deu certo. Aqui no Brasil, a banda Cérebro Eletrônico faz o mesmo desde 2001. É uma idéia "chupada" e que só ganha algum destaque porque bem ou mal, o Pato Fu carrega um certo nome no cenário nacional.

Na minha opinião, a banda perdeu um pouco seu foco, sua excencia. Já não são mais aquela bandinha pop com refrões bacanas e simples que cantam "Eu bebo pinga" e ficam felizes. Hoje o Pato Fu enfeita muito e não tem mais aquela expontaniedade que tinha na década de 90. Migraram para o MPB e querem fazer música conceitual, o que mostra sim um grande amadurecimento, mas não é mais o que agradava o grande público.

Um disco como esse tende a não ser bem sucedido. É uma empreitada arriscada. Mas depois de outros discos não bem sucedidos, o que vier é lucro. Sinto falta do Pato Fu de "Isopor", aquele sim era bacana.

[]'s

http://musikaholic.wordpress.com

Nina disse...

Espero que seja um sucesso pois sempre gostei do Pato Fu;;D

sosacaesosac disse...

ah não do opinião que nem conheço direito
não escuto Pato Fu (x

:*

saudeecompanhia disse...

O Pato Fu sempre faz sucesso, são uma banda única!
Sucesso com o blog!Minha primeira vez aqui!

Juliano Jacob disse...

Sou mineiro e não sou fã do Pato Fu, mas reconheço que são bons no que fazem.

Twister disse...

como ja comentei antes... eu curto pato fu ;D

curti o seu blog tbm

vlws

Caroline disse...

Se falando em Pato Fu, pode apostar quem vem coisa doida por aí...
Eu confio no trabalho deles. Sempre gostei, não sou mega fã, mas eu conheço bastante coisa...
A Fernandinha não é aquela vocalista, mas eu gosto de sua voz.
Curti seu blog!

Beijos!

Visite o meu tb: www.mensageirosdosventos24x7.blogspot.com

Diego Manoel disse...

Nossa, sinceramente não sabia que o Pato Fu ainda estava na ativa, mais valeu a pena ler o post, achei bizarro esse negócio do uso de instrumentos infantis XD

... o que é aquilo? a batera tá microfonada até na esteira da caixa? hahahaha eu acho que essa dai nem tem esteira hahaha pelo menos tiveram todos os cuidados ;D

Guilherme Lombardi disse...

Pato fu é demais!

Taisa Ferreira disse...

Pato Fu é uma delicia!
Legal o texto, vou esperar o cd para ver as inovações.
Abs!

Karina Kate disse...

Também sou suspeita para falar do Pato fu. Eu amo essa banda, já acompanhou em varias musiquinhas de inverno... nossa.
vamos ver o que esta por vir, curto demais o conceito das musicas vindas dos brinquedos...
*bjinhos

Gui disse...

Conheci agr o som do Pato Fu.. Dahora.. ;D

Rof disse...

Adoro Pato Fú e estou na espectativa...
É necessário realmente muita coragem para investir numa idéia como essa.
DEUS SALVE AS MENTES CRIATIVAS!!

Adorei o blog cara, ja estou seguindo. Depois dá uma passada lá no meu e dá uma olhada; se curtir tbm, vc segue.

Sandro Batista disse...

Não sei realmente como ficou o resultado final. COmo bem dito no post, não se pode avaliar nada antes que aconteça. Mas uma coisa já é certa: é uma produção corajosa. E talvez seja uma alternativa, ou até mesmo uma crítica da banda, à mesmice que a música nacional atravessa. Não se cria nada de novo, e o sucesso hoje em dia está muito mais relacionado à mídia que se dê do que propriamente ao talento de quem canta, ou compoê. Talvez seja uma maneira bem criativa, de dizer que música não é brinquedo, embora sirva também para divertir!

Abração

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Carol disse...

eu gosto um pouco de Pato Fu e já percebi que é uma banda bastante excêntrica, tanto pela voz suave da Fernanda Takai quanto pelas letras. Já tinha ouvido uma das músicas desse disco novo, mas como você disse, só ouvindo o disco todo pra dizer alguma coisa né?

Zé Pelarau disse...

muito bom o post

Daniel Silva disse...

faz tempo que não ouço falar neles.. quando eles tavam bem já não achava aquelas coisas.. imagina agora.

abraço

Ana disse...

Eu gosto do som, do Pato Fu, e pelo vídeo gostei de como está ficando, vamos ver o produto final.
E como você mesmo disse, eles não estão ai para satisfazer o mercado então, apostam em coisas diferente.
Cada um tem um gosto diferente, e como acontece com todo artista que muda de formula pode não agradar a muitos!!


Tenho um blog diversificado sobre música se puder conferir de uma passadinha lá:
http://acordesmusicais.blogspot.com/
Abraços

Pobre esponja disse...

Ficou muito loko!!
Já amo esse som na versão orinal e no cover do Guns.
As crrianças cantando: huahua!
Pato Fú é genial, já disse isto por aqui.

abç
Pobre Esponja

Guilherme Lombardi disse...

Pato fú é incrivel! Não tem nem o que falar, sempre estão inovando em algo!

Gabriel Pozzi disse...

Super Italo Richard!
Uma vez mais, um excelente post, e talvez mais polêmico do que sempre.
Primeiro porque fala de experimentalismo, e essa palavra no mundo da música traz o caos! Não importa qual seja a banda, qual seja o gênero, e qual seja a ideia maluca que o artista teve, se ele decidiu inovar, lá aparece gente contestando o trabalho, criando argumentos para dizer que o artista se perdeu, enchendo o peito de preconceitos e provando uma capacidade minúscula de aceitar mudanças ou inovações!
Eu, particularmente, me fascino com o experimentalismo. Estou plenamente de acordo com você quando diz: "Acho legal quando uma banda ou músico arrisca ou aposta em algo que não é óbvio, que foge do habitual"!

Agora, quanto a esse projeto do Pato Fu, achei a teoria genial, mas na prática, não gostei muito, pelo menos considerado esse cover do Guns. E tenho meus motivos; acho que ficou infantil sim, mesmo não sendo esse o objetivo, parece música para criança, e isso me fecha um pouco.
Mas, não estou querendo atirar pedras no Pato Fu. Dou meus parabéns à banda por se entregar a mais um projeto experimental, e desejo toda a sorte para eles com esse novo album!

Um abração, Italo!
http://songsweetsong.blogspot.com/

Pedrinho disse...

Sempre fizeram isso, sempre quiseram inovar.
É um estilo deles..
Eu particularmente não gosto do Pato Fu.

Análise F.C disse...

Não gosto do estilo deles, mas é uma grande banda no cenário nacional.

http://analisefc.blogspot.com/

ChibiQuimera disse...

O Pato fu nunca foi uma banda normal, ortodoxa, é alternativo ate o ultimo fio de cabelo
para mim não é nenhuma surpresa eles aparecerem com um idéia mais maluca do que qualquer outra.
e acredito que vai ser um sucesso sim.

Priscilla Valdragon
http://chibiquimera.blogspot.com/

Victor Faria disse...

Já ouvi e li algumas coisas sobre essa banda, mas nunca me interessei a fundo por eles.
Seja como for, seu post ficou muito bom.
Vou ver se agora me interesso mais pelo trabalho deles.

Abraço!

Wander Shirukaya disse...

Nao é de hoje q o experimentalismo é a base do pato fu; por sinal sempre foi, mesmo em épocas mais pop, como em "Isopor". Já vi idéias parecidas com esta, mas me parece algo um tanto grandioso, que me parece que sairá muito bom, independente da projeção na mídia.
Aguardando ansioso.

Gil disse...

Bom,acho que foram um pouco longe com a criatividade,achei um tanto quanto bizarro...
É verdade que pra estar na mídia é necessário um quê de criatividade,originalidade...(ou não...)mas,venhamos e convenhamos...os recursos para promover as mesmas não são nehum um pouco atrativos.

Pobre esponja disse...

Eu nem sabia desse trabalho do Pato. Aqui que encontrei as primeiras informações. Fui atrás do assunto e, cara... esse disco é um lássico.
Escuto todo dia no YouTube esta e Primavera - as que achei.
Demais, é de uma criatvidade absurda esse lance dos brinquedos, as crianças cantando e os arranjos tão bem feitos.
Obrigado por ter postado, ainda não saberia deste CD.

abç
Pobre Esponja

ostons disse...

muito foda, so fã dessa banda

Postar um comentário